QEdu

Distribuição dos alunos por nível de proficiência

Podemos posicionar o aprendizado dos alunos em 4 níveis qualitativos de proficiência. O aprendizado adequado engloba os níveis proficiente e avançado

! Saiba como usar a página de proficiência

2013

Português 5º ano.
Sem dados
21%
Português 9º ano
Matemática 5º ano.
Sem dados
6%
Matemática 9º ano

2015

Português 5º ano.
Sem dados
7%
Português 9º ano
Matemática 5º ano.
Sem dados
1%
Matemática 9º ano

2017

Português 5º ano.
Sem dados
31%
Português 9º ano
Matemática 5º ano.
Sem dados
8%
Matemática 9º ano

Desembargador Carlos Xavier Paes Barretto

21%

2013

9º ano, Leitura e Interpretação (Português)

3%

Avançado (2 alunos*)Além da expectativa

18%

Proficiente (16 alunos*)Aprendizado esperado

52%

Básico (46 alunos*)Pouco aprendizado

27%

Insuficiente (23 alunos*)Quase nenhum aprendizado

Presença na Prova Brasil

De 88 alunos, 56 realizaram a Prova Brasil.

64% de taxa de participação.

Fonte: Prova Brasil 2013, Inep. Classificação não oficial.

Desembargador Carlos Xavier Paes Barretto

6%

2013

9º ano, Resolução de Problemas (Matemática)

0%

Avançado (0 alunos*)Além da expectativa

    6%

    Proficiente (5 alunos*)Aprendizado esperado

    36%

    Básico (32 alunos*)Pouco aprendizado

    58%

    Insuficiente (51 alunos*)Quase nenhum aprendizado

    Presença na Prova Brasil

    De 88 alunos, 56 realizaram a Prova Brasil.

    64% de taxa de participação.

    Fonte: Prova Brasil 2013, Inep. Classificação não oficial.

    Desembargador Carlos Xavier Paes Barretto

    7%

    2015

    9º ano, Leitura e Interpretação (Português)

    0%

    Avançado (0 alunos*)Além da expectativa

      7%

      Proficiente (6 alunos*)Aprendizado esperado

      54%

      Básico (45 alunos*)Pouco aprendizado

      39%

      Insuficiente (32 alunos*)Quase nenhum aprendizado

      Presença na Prova Brasil

      De 83 alunos, 70 realizaram a Prova Brasil.

      84% de taxa de participação.

      Fonte: Prova Brasil 2015, Inep. Classificação não oficial.

      Desembargador Carlos Xavier Paes Barretto

      1%

      2015

      9º ano, Resolução de Problemas (Matemática)

      0%

      Avançado (0 alunos*)Além da expectativa

        1%

        Proficiente (1 alunos*)Aprendizado esperado

        56%

        Básico (46 alunos*)Pouco aprendizado

        43%

        Insuficiente (36 alunos*)Quase nenhum aprendizado

        Presença na Prova Brasil

        De 83 alunos, 70 realizaram a Prova Brasil.

        84% de taxa de participação.

        Fonte: Prova Brasil 2015, Inep. Classificação não oficial.

        Desembargador Carlos Xavier Paes Barretto

        31%

        2017

        9º ano, Leitura e Interpretação (Português)

        8%

        Avançado (6 alunos*)Além da expectativa

        23%

        Proficiente (19 alunos*)Aprendizado esperado

        54%

        Básico (44 alunos*)Pouco aprendizado

        15%

        Insuficiente (12 alunos*)Quase nenhum aprendizado

        Presença na Prova Brasil

        De 81 alunos, 68 realizaram a Prova Brasil.

        84% de taxa de participação.

        Fonte: Prova Brasil 2017, Inep. Classificação não oficial.

        Desembargador Carlos Xavier Paes Barretto

        8%

        2017

        9º ano, Resolução de Problemas (Matemática)

        1%

        Avançado (1 alunos*)Além da expectativa

        7%

        Proficiente (6 alunos*)Aprendizado esperado

        55%

        Básico (44 alunos*)Pouco aprendizado

        37%

        Insuficiente (30 alunos*)Quase nenhum aprendizado

        Presença na Prova Brasil

        De 81 alunos, 68 realizaram a Prova Brasil.

        84% de taxa de participação.

        Fonte: Prova Brasil 2017, Inep. Classificação não oficial.

        Legenda - Escala de Aprendizado

        Avançado

        Aprendizado além da expectativa. Recomenda-se para os alunos neste nível atividades desafiadoras.

        Proficiente

        Os alunos neste nível encontram-se preparados para continuar os estudos. Recomenda-se atividades de aprofundamento.

        Básico

        Os alunos neste nível precisam melhorar. Sugere-se atividades de reforço.

        Insuficiente

        Os alunos neste nível apresentaram pouquíssimo aprendizado. É necessário a recuperação de conteúdos.

        Nota: Essa classificação qualitativa foi definida por Chico Soares com base na escala do SAEB. Essa classificação não é oficial.
        Descubra mais ideias sobre educação em nosso Blog